quinta-feira, 7 de julho de 2011

Kit Anti-homofobia???

A generalização mata!

E é daí que vem o preconceito, devemos aprender o valor da unidade e o da especificidade da unidade. Claro nossas experiências nos darão embasamento para tomada de decisão quanto a situações, pessoas, profissionais. Mas jamais devemos deixar de dar a chance aos indivíduos.

A sociedade se comporta assim para tudo, no campo das profissões por exemplo, se é advogado é ladrão, se é médico é egocêntrico, se é arquiteto é veado, se é engenheiro é Deus. Não é assim, nós engenheiros não resolvemos tudo, claro não é assim com os outros casos também.

Agora, brincadeiras a parte, dias atrás se iniciou uma discutição a respeito da distribuição de um kit anti-homofobia. Eu não li o suficiente a respeito, quem sabe não deveria nem me atrever a respeito, mas acho que as coisas estão tomando o rumo errado, ou como diria um antigo, “estamos colocando o carro na frente dos bois”.

Digo isso por que vejo que a população no ardor, calor e satisfação da briga não enxerga que isso se tornou um barco onde uma tropa de fanfarrões pegam carona. Nós, hoje não conseguimos ensinar para nossas crianças em nossas escolas, sequer que somos todos iguais de uma forma mais ampla. Eu não estou nem entrando no mérito da hora certa do indivíduo, qual a idade ou coisas do gênero.

Nossa educação é ruim! Nossos políticos não estão sapateando em torno desse Kit por amor ao amor, ou pelo idealismo da igualdade, mas sim pela promoção de suas imagens. Se tanto amassem a igualdade já teriam atacado outras diferenças, mas esta é a que está na moda.

Eu penso que a legalização da união homo afetiva foi um passo bom para nossa sociedade, estendeu a igualdade de direitos a bons cidadãos que não os tinham em totalidade. Porém a distribuição destes kits não pode ter o mesmo efeito, acho inclusive que pode dependendo das variáveis terem efeito contrário, em vez de educar, deseducar e gerar situações de elevado custo social. Hoje nossas escolas não conseguem ensinar as nossas crianças, infelizmente, sequer somar, subtrair, escrever corretamente e respeitar os limites do outro dentro de concepções já estabelecidas e de sensos comuns, será que nossos educadores e nossa educação teriam estrutura para agora, lidar com mais essa responsabilidade? Será que não geraríamos mais estragos a essa geração?

Lucas Grenzel

sábado, 4 de junho de 2011

ESPORTE É DIREITO DE TODOS????????

Estou eu aqui debaixo de uma árvore navegando na net com o meu notebook e como de costume acessei o globo.com, com isso, vi uma onde dizia que jogadoras da seleção feminina do Irã foram barradas de jogar por estarem usando véus islâmicos, como manda a tradição do país.

Serei breve nos meus comentários, deixarei para vocês caros leitores opinarem sobre o assunto.

Eu como uma pessoa que tem ligação direta com o esporte, sempre via o mesmo como um direito de todos e a FIFA tomando esse tipo de atitude além de privar as mulheres do Irã de praticarem o futebol estão desrespeitando a tradição de um povo, é revoltante ver isso, ainda mais vindo de uma entidade que vive se envolvendo com casos de corrupção e sem contar que foi um tremendo sacrifcio para essas mulherem poderem praticar o futebol.

Eu gostaria que você caro leitor do blog, desse uma lida na noticia e comente a respeito, vamos criar uma discussão sobre o assunto.

Álison Luis Martins

domingo, 29 de maio de 2011

Insônia... kkkkkkkkkkk

Bom... de volta... To meio sem sono, pensativo demais, resolvi dar uma digitada pra ver se consigo esvaziar a mente...
Vez em quando eu paro pra pensar em tudo que eu já passei nesses meus históóóricosss 23 anos, na minha opinião muito bem aproveitados e absorvidos de uma maneira positiva, e gostaria de dar uma interagida com vocês sobre... Eu apesar de ser novo, já to meio calejado, passei por situações que acho que poucas pessoas da minha idade já passaram, o que em certas circunstâncias me amadureceram, em outras me envelheceram mesmo. Não sou perfeito, nem quero ser, o barato da coisa é poder estar evoluindo sempre, através de erros próprios ou alheios (de preferência alheios, por favor). A questão é que a interação você/mundo e vice-versa é uma coisa intrigante e assustadora. Refletindo aqui comigo mesmo, o tanto que tenho mudado nos últimos 5 anos (pode pegar 5 meses...) é uma coisa de louco. Tanto fisicamente (engorda, cai cabelo... uma beleza), como intelectualmente. É algo notório (infelizmente mais no físico). Estou procurando que esta mudança seja sempre para melhor, e acho que até hoje estou caminhando bem. Sempre procuro encarar as experiências que tenho da melhor maneira possível, extrair a parte boa, o aprendizado, e o que for irrelevante, deixar de lado, senão a bagagem fica muito pesada. Nada mais é do que viver. Fica a dica praqueles que se acorrentam a pequenas coisas, conceitos, idéias ou objetivos que só fazem você se tornar mais e mais amargo, fechado. A estrutura, as idéias, as atitudes mudam sempre, devem mudar sempre. O caráter é moldado ao longo de toda sua vida. Como você tem cuidado do seu?

Abrassssss

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Vamos tentar reviver o sarau e vou começar com o meu estilo basico de criar texto.

Estava eu escovando os dentes em frente à televisão como de costume e assistindo jornal, quando veio a notícia de que soldados estavam dançando o hino nacional em rítimo de funk, acarretando a revolta de alguns por causa disso.

Após ver essa notícia eu pensei comigo: Hoje em dia muita gente dança músicas referente à Deus, músicas aliás que servem para abastecer o vergonhoso comércio multimilionário religioso, que na minha opinião isso sim seria uma ofença. O que tem demais alguns soldados dançarem o hino nacional?

Creio que na verdade estão criando tempestade no copo d'água, esses soldados não deixaram de ser mais ou menos patriota por dançarem o hino, pura bobagem citicarem isso, foi apenas uma brincadeira e nada mais.


Eu sou um barra bugrense brasileiro com muito orgulho e não vai ser um hino que vai determinar isso. Temos políticos que desviam verbas públicas, impostos elevados, educação precária e saúde mais ainda, para perder tempo se sentir ofendido com uma brincadeira, então vamos procurar se preocupar com o que realmente importa.

E para você que se sentiu ofendido por causa desses soldados, eu deixo um desafio, cante o hino completo sem errar nehuma palavra, já que você é o "Sr. Patriota".



video

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Antes de Tudo

Bom depois de muitoooo tempo parados... resolvi tentar reviver o blog, lógico, postando um texto plagiado do meu amigo Lucas Grenzel, uma referência pra minha pessoa em inteligência, filosofia, boiolagem, etc.... kkkkkkkkkkk

Segue:

"Minha concepção de vida mudou muito nos últimos anos, quem sabe concepção de vida não seja a melhor expressão, mas a concepção de como devo agir e de como as pessoas devem ser, mudou brutalmente. Aprendi muito com os que convivi e comigo mesmo claro. Com meus erros e com os alheios.

Eu sei que o “DE TUDO” vai parecer meio absolutista, mas não é a intenção. Foi só pra fazer uso da expressão utilizada por nossos pais para contrapor nossos pontos, quando os tirávamos do sério com algum absurdo, “escuta aqui menino, primeiro de tudo cheque é descontado da conta!”, e foi assim que eu descobri que não era o banco que pagava o cheque. Enfim...

ANTES DE TUDO

PRIMEIRO DE TUDO – Julgar jamais resolve o problema, toda pessoa é como é por algum motivo, você, claro, não deve a deixar obstruir sua vida, mas tenha em mente que ela não tem os defeitos que tem por que escolheu, pelo menos não da forma que você imagina. Quem sabe lutar contra essas “imperfeições”, seja a missão dela.

SEGUNDO DE TUDO – Agir com hostilidade e/ou agressividade não faz você ser melhor, mais macho e muito menos, ser uma liderança RESPEITADA. Isso faz de você uma pessoa desagradável.

TERCEIRO DE TUDO – Sarcasmo é a pior forma de provar para alguém que ele ou ela está errado ou errada, gera mais mágoas que soluções, e ironia, a prima “inocente” do sarcasmo, deve ser bem conduzida se não apronta das suas também.

QUARTO DE TUDO - Existirão pessoas que te alertarão sobre as cobras, e te pedirão para usar caneleiras com o único intuito de saber onde morder sem quebrar os dentes. E quando isso acontecer você deverá lembrar-se do PRIMEIRO DE TUDO.

QUINTO DE TUDO - Vão existir pessoas cujo potencial é incrível, o coração é bonito, mas você infelizmente não poderá ser amigo delas, deve as respeitar sempre e deixar claro o quanto são magníficas.

SEXTO DE TUDO - Muitas pessoas não verão em você o que você vê, e isso não deve fazer você esquecer QUE SÓ VOCÊ SABE O TAMANHO QUE TEM. Estas pessoas não são inferiores ou esnobes, ninguém tem obrigação de reconhecer sua grandeza o tempo todo, ninguém tem esse tempo. Reconheça as boas ações alheias, e se alguém num real caso de falta de humildade não reconhecer as suas, lembre-se do PRIMEIRO DE TUDO.

SÉTIMO DE TUDO – Quando você se sentir sozinho, sentir que tudo que existe por perto é você mesmo, tenha a absoluta certeza que é isso mesmo. Só não se esqueça que você não é só esse serzinho pequeno, essa roupagem provisória. Você é a prova da existência do amor divino, você é sua família, seu amigos, todas suas experiências, tudo o que você aprendeu.

Quando você olhar pro lado e sentir que está somente consigo mesmo, lembre-se de tudo que é.

Att,

Lucas Grenzel."